XP Investimentos
Tenha medo quando os outros s�o gananciosos e seja ganancioso enquanto os outros est�o com medo.

Warren Buffett
Bovespa BMF CVM
CFP Ancord Logo

Código de Conduta

Como aderentes ao código de ética e responsabilidade profissional do IBCPF, adotamos os mesmos princípios de conduta, abaixo transcritos, quando atuando pela Momento Investimentos AAI:

Princípio 1 - Integridade

Um Profissional CFP™ deve oferecer e proporcionar serviços profissionais com integridade e devem ser considerados por seus clientes como merecedores de total confiança. A principal fonte desta confiança é a integridade pessoal do Profissional CFP™. Ao decidir o que é correto e justo, um Profissional CFP™ deve atuar com integridade como condição essencial. Integridade pressupõe honestidade e sinceridade que não devem estar subordinadas a ganhos e vantagens pessoais. Dentro do princípio da integridade, pode haver uma certa condescendência com relação ao erro inocente e à diferença legítima de opinião; mas a integridade não pode coexistir com o dolo ou subordinação dos próprios princípios. A integridade requer que um Profissional CFPTM observe não apenas o conteúdo, mas também, e fundamentalmente, o espírito deste Código.

Princípio 2 - Objetividade

Um Profissional CFP™ deve ser objetivo na prestação de serviços profissionais aos clientes. Objetividade requer honestidade intelectual e imparcialidade. Trata-se de uma qualidade essencial a qualquer profissional. Independente do serviço particular prestado ou da competência com que um Profissional CFP trabalhe, esse deve proteger a integridade do seu trabalho, manter sua objetividade e evitar que a subordinação de seu julgamento viole este Código.

Princípio 3 - Competência

Um Profissional CFP™ deve prestar serviços aos clientes de maneira competente e manter os necessários conhecimentos e habilidades para continuar a fazê-lo nas áreas em que estiver envolvido. Só é competente aquele que atinge e mantém um nível adequado de conhecimento e habilidade, aplicando-os na prestação de serviços aos clientes. Competência inclui, também, a sabedoria para reconhecer as suas limitações e as situações em que a consulta a, ou o encaminhamento para, um outro Profissional CFP™ for apropriada. Um Profissional CFP™, em virtude de ter conquistado uma certificação CFP, é considerado qualificado para praticar planejamento financeiro. Entretanto, além de assimilar o conhecimento básico exigido e de adquirir a necessária experiência para a certificação, um Profissional CFP™ deve firmar um compromisso de continuação de aprendizagem e aperfeiçoamento profissional.

Princípio 4 - Probidade

Um Profissional CFP™ deve realizar os serviços profissionais de maneira íntegra e justa para os clientes, diretores, sócios e empregadores, devendo revelar conflitos de interesses surgidos durante e/ou em razão da prestação dos serviços.Probidade requer imparcialidade, honestidade intelectual e a revelação de conflitos de interesses. Envolve uma subordinação dos próprios sentimentos, preconceitos e desejos, de modo a conseguir um equilíbrio adequado dos interesses conflitantes. Probidade é tratar os outros da mesma maneira que você gostaria de ser tratado e constituí traço essencial de qualquer profissional.

Princípio 5 - Confidencialidade

Um Profissional CFP™ não deve revelar nenhuma informação confidencial do cliente sem o seu específico consentimento, a menos que em resposta a qualquer procedimento judicial, inclusive, mas não limitado a, defender-se contra acusações de má prática de sua parte e/ou em relação a uma disputa civil entre o Profissional CFP™ e o cliente. Um cliente, ao buscar os serviços de um Profissional CFP™, pode estar interessado em criar um relacionamento de confiança pessoal com o Profissional CFP™. Este tipo de relacionamento só pode ser criado tendo como base o entendimento de que as informações fornecidas ao Profissional CFP™ e/ou outras informações serão confidenciais. Para prestar os serviços eficientemente e proteger a privacidade do cliente, o Profissional CFP™ deve salvaguardar a confidencialidade das informações e o escopo de seu relacionamento com os clientes finais.

Princípio 6 - Profissionalismo

A conduta de um Profissional CFP™ em todas as questões deve refletir zelo e crença na profissão. Devido à importância dos serviços profissionais prestados pelos Profissionais CFP™, há responsabilidades concomitantes de comportamento digno e cortês com todos aqueles que usam seus serviços, profissionais colegas, e aqueles de profissões relacionadas. Um Profissional CFP™ também tem a obrigação de cooperar com outros Profissionais CFP™ para melhorar a qualidade dos serviços e manter a imagem pública da profissão, em conjunto com outros Profissionais CFP™. Somente através dos esforços combinados de todos os Profissionais CFP™ em cooperação com outros profissionais, esse objetivo será alcançado.

Princípio 7 - Diligência

Um Profissional CFP™ deve atuar diligentemente na prestação de serviços. Diligência é a prestação de serviços realizada em um prazo adequado ao normalmente demandado para sua execução. Diligência também pressupõe um planejamento adequado e supervisão.

Princípio 8 - Conhecimento do Cliente

Um Profissional CFP™ deve tomar todas as medidas a fim de conhecer os clientes e suas necessidades, devendo especialmente: documentar e confirmar a verdadeira identidade dos clientes com quem mantenha qualquer tipo de relação profissional; documentar e confirmar qualquer informação adicional sobre os clientes; tomar todas as medidas necessárias a fim de que não se realizem operações com pessoas ou entidades cuja identidade não se possam confirmar, cujas informações sejam de difícil obtenção, ou cuja informação fornecida seja falsa ou que contenha incoerência significativa que não se possa verificar, ou que não caiba retificação.

Rua Afonso Br�s, 473 - conj. 54 CEP 04511-011 - S�o Paulo - Tel 11 2122-4214